Lembranças de um tempo bom

Numa caixa no fundo do guarda-roupas foi onde as encontrei. Ali bem guardadinhas, quase que esquecidas. Resolvi pegar a caixa, para limpar a poeira e talvez guardá-la em um outro lugar, não era a minha intenção abrir, mas não resisti.


Fotos da minha infância ao lado dos meus primos - bons tempos em que eu era feliz e não sabia - havia uma com você, deviamos ter uns dez anos na época. Mais ao fundo da caixa, elas me encaravam, pedindo para serem abertas e relidas, como eu fazia quando estava triste e precisa de algo para me animar. As cartas de minhas amigas sempre me faziam rir. Li uma, duas, cinco. Sorria lembrando de coisas que gostava e fazia quando era criança e hoje me sinto ridícula por isso.

Havia um envelope ali dentro também. Eu sabia o que tinha dentro, por algum motivo nunca consegui me livrar do conteúdo dele. Eram cartas suas, algumas fotos de nós dois juntos e um ou dois presentes que você me deu. Peguei-o com o objetivo de esconder tão bem escondido que nem eu mesma seria capaz de achar depois, tolice. Claro que eu me lembraria. Pensei em queimá-lo com tudo dentro, mas senti uma coisa estranha dentro de mim, dizendo que não era o certo ao fazer, com certeza me arrependeria depois. Talvez o melhor fosse deixá-lo ali, como se eu nunca o tivesse visto. Era isso que eu queria fazer, mas sou fraca, não consegui.

Quando dei por mim, já estava olhando para uma foto nossa na praia, a minha preferida. A lembrança me fez chorar, desejando que você estivesse comigo. Abri as cartas, li todas, uma a uma. Relembrei o momento em que cada foto daquelas foi tirada, retirei o colar escondido no fundo do envelope, era bonito demais para ficar guardado.

Coloquei tudo de volta dentro da caixa para que daqui a algum tempo pudesse ler tudo de novo. Sorrir, chorar, me arrepender e sentir mais uma vez tudo que senti naquele dia. Aproveito o presente, penso no futuro, mas não tento esquecer o passado, é algo impossível. O tempo não volta, o tempo não para, já dizia Cazuza e isso todos nós já estamos cansados de saber.
Comentários
0 Comentários

0 Comentários:

Postar um comentário

Já que já chegou até aqui, registre sua opinião. Leio todos os comentários e respondo sempre que possível. É muito importante e gratificante saber quem está lendo e o que está achando.
Deixe o link do seu Blog no final, com certeza farei uma visita!
Obrigada e volte sempre. :)

 
© Refúgio - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Cecília Maria.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo